Divulgação das atividades da Biblioteca da Escola Básica Dr. Afonso Rodrigues Pereira (do Agrupamento de Escolas da Lourinhã).

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Eugénio de Andrade

O SAL DA LÍNGUA   


Escuta, escuta: tenho ainda
uma coisa a dizer.
Não é importante, eu sei, não vai
salvar o mundo, não mudará
a vida de ninguém - mas quem
é hoje capaz de salvar o mundo
ou apenas mudar o sentido
da vida de alguém?
Escuta-me, não te demoro.
É coisa pouca, como a chuvinha
que vem vindo devagar.
São três, quatro palavras, pouco
mais. Palavras que te quero confiar,
para que não se extinga o seu lume,
o seu lume breve.
Palavras que muito amei,
que talvez ame ainda.
Elas são a casa, o sal da língua.

Eugénio de Andrade
O Sal da Língua
Porto, Fundação Eugénio de Andrade , 1995 ... na tua biblioteca!



Eugénio de Andrade (pseudónimo de José Fontinhas) é um dos mais lidos e traduzidos dos poetas portugueses, nasceu a 19 de Janeiro de 1923 no Fundão, e faleceu a 13 de Junho de 2005, no Porto.











0 comentários:

 

Copyright © 2010 palavras que se derretem na boca... | Premium Blogger Templates & Photography Logos | PSD Design by Amuki